facebook

ENCONTRE UM ARQUITETO

em somente 3 minutos!

Como funcionam os concursos de arquitetura?

Os concursos de arquitetura: uma prática corrente 

Se o concurso de arquitetura é um modo de devolução em termos de gestão de obras para a construção pública, e, a este título, informa da prática da profissão de arquiteto, é importante recordar que o concurso de arquitetura é um procedimento de tipo democrático que a sociedade pratica a fim de parar as escolhas de arquitetura para os seus edifícios públicos.

É, com este olhar que é preciso entender a obrigação de proceder a concursos de gestão de obras e isto, por várias razões:

  • A primeira, é que estes concursos proporcionam certa garantia às consultoras enquanto as regras de encomenda pública.
  • A segunda, escolher os gestores de projeto conforme os critérios claramente expostos.
  • A terceiro, claro, é favorecer a qualidade arquitetónica e urbana.

A importância do jurado e dos intercâmbios

O concurso de arquitetura é um lugar de debate democrático e humanista sobre os espaços públicos a criar. De facto, o jurado de concurso é um lugar de intercâmbios, de inspiração recíproca, de perspectivas diversificadas... Neste sentido, a variedade e a diversidade dos jurados é promessa de conseguir um debate interno, vivo e ativo, produtivo de uma decisão humana que foi efetuada no interesse superior da sociedade, da nossa comunidade humana. 

As pessoas qualificadas, as personalidades competentes que consideramos ser os arquitetos, mas também conforme os programas, os cenógrafos, os paisagistas, os acústicos, etc não são nomeados pelos jurados somente porque a lei o impõe, melhor pela razão por a qual a lei o indicou; esta disposição remete a dificuldade de leitura do projeto por não-iniciados, necessitando que as pessoas acostumadas a ler os projetos possam debater com os outros jurados, menos habituados a estar em contacto com as criações.

Frequentemente, é preciso mais do que um dia para selecionar os candidatos! 

Os ficheiros de candidatura de cada candidato são realmente vistos, lidos e analisados por cada jurado. Não o fazer de forma sistemática e aprofundada corresponde a não respeitar o espírito das regras, é como estar na ilegalidade.  

Este trabalho é longo e leva tempo, porém permite depois iniciar um debate entre os jurados, basando os seus intercâmbios sobre o cruzamento das condições do projeto, do programa, da página web, do ambiente urbano, etc. e das identidades características dos candidatos.

Então, porquê organizar um concurso?

Organizar um concurso, é como trabalhar para a qualidade arquitetural de forma geral, estimulando a criatividade dos arquitetos, oferecendo-lhes a possibilidade de expressar-se sobre um tema particular, valorizando muito mais as competências deles do que as redes que eles têm e, portanto, permite ampliar o acesso do concurso a jovens e novos talentos.

 Também há muitas vantagens para as pessoas que organizam o concurso, que não escolhem uma agência ou um nome, mas realmente um projeto que seja pertinente e coerente com as suas expectativas ecológicas, estéticas e funcionais, etc.

Já participou num concurso de arquitetura?

Para todos os seus trabalhos de arquitetura, e de construção, encontre os arquitetos da sua região emEncontrar-Meu-Arquiteto.

artigos semelhantes



Você é um arquiteto ?

e gostaria de aparecer no nosso site ?

Contacte-nos !