facebook

ENCONTRE UM ARQUITETO

em somente 3 minutos!

Inovações para a casa passiva

A casa passiva é a combinação perfeita entre uma iniciativa ecológica e a busca por uma vida confortável. É sujeita a muitas inovações nos materiais utilizados e nas capacidades de aproveitamento da energia solar. Evolui nos métodos de construção, na produção de energia e surgem também inovações tecnológicas que revolucionam o mundo da construção passiva. Por outro lado, se a casa passiva produz energia, ela pode tornar-se numa casa de energia positiva. Alguns profissionais querem ir ainda mais longe do que as normas RT 2012 e RT 2020 e esforçam-se por inventar soluções inovadoras para reduzir ainda mais o consumo de energia das residências. Descubra algumas dessas inovações mais recentes.

Inovações em materiais de construção, betão de cânhamo

Betão de cânhamo

O betão de cânhamo tem várias vantagens. Apresenta uma boa reação ao fogo, baixas emissões de carbono, um bom desempenho térmico e acústico e, entre outras coisas, um tempo de vida de quase 100 anos. Hoje, podemos construir um prédio de 25 metros de altura com esse material e a pré-fabricação dos painéis abre ainda mais novas perspectivas. 

Além disso, as fachadas em betão de cânhamo sobre uma estrutura de madeira permitem uma configuração leve em véu de betão. É constituído por duas paredes divisórias para edifícios vizinhos com isolamento de madeira de 4 cm e uma parede transversal central. No entanto, este material não suporta carga e deve ser cortado com travessas de madeira que suportam a carga quando o edifício se encontra elevado. 

 Concretamente, a mistura de betão de cânhamo é projetada em painéis de madeira de 3 a 4 metros de largura e 2,50 metros de altura fixados na estrutura de suporte. Um acabamento com pintura microporosa dentro da fôrma descartável, uma placa de gesso Fermacell, ajudarão a manter a capacidade de regulação das trocas gasosas. Com essa técnica, 95% das variações de temperatura e 85% das variações de umidade são absorvidos.

Madeira

A madeira é uma matéria popular no mercado das residências passivas. A Lignatech, por exemplo, impõe-se em França como uma das especialistas em construção de casas passivas de madeira e da BBC. A empresa que utiliza madeiras regionais, como os seus concorrentes, está em constante inovação. Desde 2019, propõe paredes de suporte em pranchas pregadas com uma estrutura secundária que contém um isolamento em fibra de madeira fabricado pela empresa Isonat em Mably. A parede Lignapli instala-se rapidamente e são possíveis várias opções para o acabamento, o revestimento de madeira, o gesso mineral, etc. O piso de carga Lignadal desenvolvido pela Lignatech se caracteriza por pedais de madeira e uma liga madeira-betão com vãos de 8 a 9 metros sem apoios. Graças a essas inovações, as casas são muito eficientes na economia de energia.

Selagem de portas e janelas

O isolamento é o elemento central da construção passiva e a vedação das aberturas desempenha um papel essencial.

Isolamento em torno da carpintaria

As mudanças nas regulamentações térmicas exigem que os fabricantes tornem as suas soluções de vedação cada vez mais eficientes.

É por esta razão que a empresa Illbruck desenvolveu o seu sistema i3 que proporciona uma tripla barreira, impermeabilidade à chuva forte no exterior da fachada, isolamento térmico e acústico e estanqueidade.

O sistema i3 pode ser utilizado para projetos de construção ou de renovação e para instalação em túneis, paredes ou para caixilhos antigos.

Janela e desempenho térmico

O desempenho térmico das janelas é um elemento essencial na escolha das janelas para uma casa passiva. O FTT U8 da FAKRO é o mais eficiente do mercado hoje. Dispõe de apenas um conjunto de vidros e é instalado com a conexão Thermo EHV-AT. O seu coeficiente Uw é de 0,58 W / m2K e é certificado pelo Passivhaus Institut.

O seu vidro duplo passivo é constituído por quatros vidros temperados (vidro temperado externo, dois vidros temperados intermediários de baixa emissividade e um vidro temperado interno sempre de baixa emissividade). Este último se insere numa folha que reduz ao mínimo a formação de pontes térmicas. O isolamento térmico é, portanto, ideal.

Esta janela está disponível em vários tamanhos e é adequada para telhados com inclinações de 15° a 70° graus. Está equipado com o sistema topSafe que oferece mais segurança contra os arrombamentos. Finalmente, se nos interessamos ao lado estético, essas janelas de madeira de pinho impregnadas a vácuo são muito resistentes e oferecem um acabamento de duas camadas de tinta acrílica com um punho elegante. 

Casa passiva e automação residencial

As casas passivas são equipadas com um sistema de automação residencial muito inovador. Muitos exemplos podem ser mencionados, entre os quais a startup francesa Qarnot Computing. Esta permite usar o calor emitido por computadores e operações computacionais para aquecer a sua casa graças a aquecedores digitais equipados com uma fonte de calor composta por processadores. Esse calor emitido pelas operações de TI é, portanto, usado em vez de ser arrefecido em data centers. 

Se a construção de uma casa passiva é um dos seus projetos, só o podemos aconselhar que passe por uma construtora especializada. Um gabinete de concepção térmica definirá assim os requisitos a cumprir para garantir uma perfeita vedação de casa com o ar exterior e garantir-lhe o melhor isolamento possível.

artigos semelhantes



Você é um arquiteto ?

e gostaria de aparecer no nosso site ?

Contacte-nos !